Header Ads Widget

header ads

Trânsito de Capanema: População pede providências.

Veículo estacionado em local proibido - Folha 390

A situação do trânsito de Capanema tem chamado a atenção da população nos últimos meses: Carros estacionados em locais proibidos, pessoas trafegando na contramão e motociclistas conduzindo seus veículos perigosamente são cenas cada vez mais comuns.

Alguns motoristas relatam estresse ao trafegarem em meio a tanto tumulto, sem contar na dificuldade de se encontrar estacionamentos, o que expõem os proprietários de veículos ao iminente risco de receberem alguma avaria no veículo. Já que é constante o desrespeito à sinalização de trânsito e a imperícia dos condutores.

Também os pedestres relatam forte incômodo ao passarem pelas vielas do antigo mercado municipal, conhecida como “rua do peixe seco”. Motocondutores, pedestres e ciclistas costumam dividir o pequeno espaço daquelas vielas, não sendo raro o registro de pequenos acidentes naquelas mediações. 

Esse cenário se repete em outras partes da cidade, já que pequenos centros econômicos tem se formado em outros bairros, onde também se registra muita movimentação.

O período mais crítico tem sido o turno da manhã, por conta da presença de condutores advindos de outras cidades da região, que costumam vir a Capanema para usufruírem da estrutura econômica do município polo da região nordeste do Pará. Porém, durante o turno da noite, as descargas das motos que transitam de farol apagado e o abuso de velocidade não deixa de incomodar os cidadãos.

Veículo ultrapassando sinal vermelho - Folha 390

A resposta do órgão competente

Procurado pela reportagem da Folha 390, o secretário de trânsito, Harley Diniz, esclareceu que já existe um plano em curso, por parte do órgão, com o objetivo de reorganizar o trânsito da cidade. 

Segundo o responsável da pasta, no momento tem-se dado prioridade à organização administrativa da secretaria, já que a mesma fora criada há aproximadamente 1 ano e, por conseguinte, alguns desafios precisam ser superados como, por exemplo: a convocação de novos agentes de trânsito, já que atualmente a secretaria conta com um efetivo de apenas 14 profissionais (3 guardas por dia da semana, para monitorar toda a cidade); e a capacitação desses agentes para que cumpram suas funções dentro da legalidade.

O secretário Harley Diniz, também informou que o convênio com a empresa que irá ofertar o curso de capacitação para os agentes de trânsito de Capanema já está firmado, o que resultará, segundo ele, em uma “melhor atuação por parte dos profissionais, que deverão agir com o foco educativo e não simplesmente corretivo. Diferentemente do que vinha ocorrendo em gestões passadas” - Afirmou o gestor.

O prefeito Chico Neto já deu autorização para o chamamento dos novos agentes aprovados no último concurso público promovido em 2018 pela prefeitura municipal. Contudo, em decorrência da pré-candidatura do prefeito à reeleição, essa convocação só venha a se concretizar após a conclusão do pleito eleitoral de 2020, por conta das exigências legais da Justiça Eleitoral do Brasil.

Leilão de veículos apreendidos

Segundo o próprio secretário, tramita na Câmara do município um Projeto de Lei que objetiva regulamentar o leilão de veículos apreendidos no pátio da Guarda Civil Municipal, o mesmo aguarda votação no legislativo para surtir os efeitos desejados. A reportagem da Folha 390 entrou em contato por telefone com a Câmara Municipal de Capanema para obter mais informações acerca do projeto mencionado na entrevista, mas não obteve sucesso, tendo recebido do órgão legislativo apenas a resposta de que “o projeto ainda não aparece no fluxo de proposições legislativas”.

Sistema de escrituração digital de multas de trânsito

O município já firmou convênio com os Correios e aguarda posição da Secretaria de Finanças para a definição da instituição bancária que será responsável pelo recolhimento dos valores das multas aplicadas pelos agentes. A medida faz parte da estruturação do Sistema de Registro Eletrônico das infrações de trânsito, o que, segundo o responsável da pasta, garantirá transparência e efetividade na aplicação daquilo que disciplina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) no que diz respeito às infrações de trânsito. Haverá também um sistema de cadastro para o acompanhamento de motoristas reincidentes, a fim de monitorar os tipos mais comuns de infrações praticadas nas ruas do município afim de se desenvolver ações educativas estratégicas com base nas informações registradas. 

Espera-se que todas as iniciativas mencionadas se concretizem a fim de resolver o problema que afeta a toda a população. Um trânsito desorganizado atrapalha a mobilidade e coloca em risco a vida das pessoas, o que também pode exercer impacto direto também em outras áreas, quando ocorrem acidentes, como o sistema público de saúde e previdenciário. 

Da Redação

FOLHA 390




Postar um comentário

0 Comentários